Buscar
  • darci campioti

Artistas e suas Artes - Jayme Cortez

Atualizado: 27 de Jun de 2019



Jayme Cortez, nascido em Lisboa, 8 de setembro de 1926 — São Paulo, 4 de julho de 1987, é considerado como um dos maiores quadrinistas do Brasil e mestre de uma geração de desenhistas de quadrinhos. Venceu o Prémio Jabuti de 1969 pela capa da obra Barro Blanco.

Cortez publicou, em julho de 1944, sua primeira HQ no semanário O Mosquito, onde foi discípulo de Eduardo Teixeira Coelho.

Em março de 1947 desembarca no porto de Santos e fixa residência em São Paulo. No ano seguinte casa-se com a brasileira Maria Edna, posteriormente conhecida no meio quadrinhistico como Dona Edna, a fada madrinha dos quadrinhos. Jayme Cortez passou por dificuldades inicialmente, chegando a vender doces maria mole com seus primos, pelo interior do estado de São Paulo agarrado numa boleia de caminhão. Logo depois teve uma curta experiência como chargista no jornal O Dia e inicia sua carreira como desenhista de quadrinhos fazendo tiras para o Diário da Noite (Caça aos tubarões e O Guarany). Logo depois trabalha na Gazeta Juvenil, suplemento infantil do jornal paulista A Gazeta, sob a tutela de Messias de Mello. Neste periódico Cortez faz histórias em quadrinhos, charges e aprende o domínio das cores, começando a fazer ilustrações utilizando tintas para retoque fotográfico Kodak, um tipo de aquarela. Mais tarde, apresentado por Álvaro de Moya, ingressou na Editora La Selva, onde foi capista e diretor de arte.

Artista rigoroso utilizava fotos e modelos vivos como referência em seus trabalhos, Cortez também participou de movimentos pelo reconhecimento e valorização dos quadrinhos. Foi um dos idealizadores do projeto de reserva de mercado para a produção brasileira de quadrinhos, reservando dois terços do espaço para artistas locais, que chegou a ser entregue às autoridades, mas nunca implantado.

Jayme Cortez também foi um dos organizadores (além de Álvaro de Moya, Miguel Penteado, Reinaldo de Oliveira e Syllas Roberg) da primeira Exposição Internacional de Histórias em Quadrinhos, quando, pela primeira vez no mundo, os quadrinhos eram apresentados e apreciados como arte e que foi aberta em 18 de junho de 1951, no Centro Cultura e Progresso, em São Paulo.

Foi professor da Escola Panamericana de Arte e trabalhou na área publicitária como desenhista de storyboard e diretor de criação da McCann Erickson entre 1964 e 1976, depois passou a diretor de merchandising e animação da Maurício de Sousa Produções.

Escreveu três livros; A Técnica do Desenho, Mestres da Ilustração e Manual Prático do Ilustrador.

Em novembro de 1986 Jayme Cortez foi homenageado em Lucca, Itália, com o prêmio Caran D'Ache, no XX Festival Internacional de HQ e Ilustração, pelos seus 50 anos de atividade.

De 17 a 19 de julho de 2015, o artista foi homenageado no 21º Fest Comix (São Paulo/SP - Brasil) com a exposição Grande Mestre dos Quadrinhos: Jayme Cortez, contando com réplicas e originais.

Jayme Cortez morreu pouco antes de completar 61 anos devido a um ataque cardíaco, após dois dias internado em consequência de uma hemorragia no abdômen, deixando organizado o álbum Saga do Terror, que reunia vários de seus quadrinhos e que foi lançado postumamente pela editora Martins Fontes.

Tumblr de Jaime Cortez >>CLIQUE AQUI<<

Os três livros; A Técnica do Desenho, Mestres da Ilustração e Manual Prático do Ilustrador.










#darcicampioti #Design #arte #quadrinhos #ArtistasesuasArtes #Desenho

11 visualizações
escola desenho campinas darci campioti instituto estúdio artes
darci campioti instituto estúdio artes técnicas de pintura mangá historia em quadrinhos animação escultura
darci campioti instituto estúdio artes técnicas de pintura mangá historia em quadrinhos animação escultura
darci campioti instituto estúdio artes técnicas de pintura mangá historia em quadrinhos animação escultura
darci campioti instituto estúdio artes técnicas de pintura mangá historia em quadrinhos animação escultura
darci campioti instituto estúdio artes técnicas de pintura mangá historia em quadrinhos animação escultura
darci campioti instituto estúdio artes técnicas de pintura mangá historia em quadrinhos animação escultura

Rua Paula Bueno Nº 639 | Taquaral | Campinas - São Paulo | Fone: (19) 3386-4974 / (19) 2103-9838

Cep: 13076- 061 | © Copyright 2019, Instituto de Artes Darci Campioti